Notícia postada em: 23/03/2020
Alunos e professores da Rede Caminho do Saber se adaptam a nova rotina de videoaulas



Desde a semana passada, a Rede de Ensino Caminho do Saber está disponibilizando atividades à distância e videoaulas online para os 1,2 mil alunos da escola, desde Educação Infantil até Ensino Médio. Os conteúdos contam com dicas recreativas, contação de histórias e aulas propriamente ditas gravadas pelos professores em regime de home office, já que, desde esta segunda-feira (23/03), a escola está fechada em função da quarentena do novo coronavírus.
 
Durante dois dias da semana passada, os professores receberam um treinamento da equipe de Tecnologia da Informação da Caminho sobre como gravar os vídeos e disponibilizá-los para os alunos, além de aprenderem as diversas ferramentas contempladas nas plataformas digitais da instituição. É possível incluir apresentação de slides, filmes, vídeos e outros recursos nas atividades à distância.
 
Para os pequenos, também foram disponibilizados vídeos com contação de histórias de livros, com conteúdo educativo para a criançada. “Dessa forma, estamos otimizando o tempo dos alunos e professores que estão em casa, adiantando o conteúdo, sem a necessidade de recuperar após o retorno das aulas. Estamos seguindo todas as diretrizes de saúde, de educação e trabalhistas para proporcionar uma quarentena mais produtiva a todos da Caminho”, explica Maristela Chiappin, diretora-presidente da escola.
 
Essa disponibilidade de atividades à distância é possível graças ao SAS (plataforma de educação parceira da Caminho), que oferece ferramentas digitais para complementar o estudo do aluno; ao “Caminho Virtual”, plataforma digital que a escola utiliza; e a um aplicativo de agenda eletrônica própria de comunicação entre escola e pais/responsáveis. Normalmente, durante o ano letivo, os estudantes já trabalham com atividades extras, como tarefas online e textos complementares, nessas plataformas, que podem ser acessadas digitalmente pelo celular ou computador.

Muitos alunos e professores compartilharam os registros dessa nova rotina da quarentena. Luciene Solomon Brunharo, mãe da Helena, aluna do Ensino Fundamental da escola, foi uma delas. Ela registrou a filha assistindo a uma contação de histórias. “Todos ficamos muito felizes por podermos compartilhar esse momento que, pela reação da Helena, é muito importante para eles. Obrigada pela história!”, contou a mãe.


Confira as fotos

Deixe seu comentário