Notícia postada em: 23/04/2020
Em um mês de quarentena, Rede Caminho do Saber registra mais de 57 mil visualizações das atividades domiciliares



Desde o dia 19 de março, as aulas presenciais foram suspensas na Rede de Ensino Caminho do Saber em virtude da pandemia do Covid-19 e de decretos governamentais. Imediatamente após o começo da quarentena, a escola se organizou para disponibilizar atividades domiciliares aos estudantes que iriam permanecer em suas casas. Desde então, já foram produzidas mais de 370 horas de atividades e publicados 1.894 vídeos, resultando em um total de 57 mil visualizações e 4,2 mil horas de aula assistidas.

 

O cronograma inclui videoaulas, contação de histórias e demais atividades online disponibilizadas através de ferramentas tecnológicas que a escola dispõe. Formações e treinamentos foram realizados com os professores para capacitá-los a trabalharem com aulas virtuais. Além disso, também passaram a ser realizadas interações ao vivo, como aulas, tira-dúvidas e salas com o professor, entre as turmas de todos os segmentos da Caminho do Saber: Educação Infantil, Anos Iniciais, Anos Finais e Ensino Médio.

 

“Estamos com nossas equipes à disposição e a todo momento conectadas para esclarecer dúvidas e ajudar tanto professores quanto alunos, pais e responsáveis. Esse momento é atípico e novo para todo mundo, por isso a Caminho do Saber precisou se adaptar rapidamente a essa nova realidade para continuar oferecendo uma educação de qualidade aos nossos estudantes”, pontuou Maristela Chiappin, diretora-presidente da Caminho do Saber.

 

No total, 73 professores da Caminho são os responsáveis pela elaboração das atividades domiciliares, como Daiane Rech, professora de matemática da escola. “A experiência tem sido desafiadora. Tive que me reinventar como professora e aprender um pouco mais sobre as ferramentas do mundo tecnológico, dominando e superando minhas dificuldades com todo o apoio e suporte técnico que a escola nos proporciona. Estou encantada com o empenho, dedicação, carinho e apoio dos pais e alunos que não medem esforços na realização das atividades propostas”, comentou.

 

A adaptação também faz parte da rotina dos pais. Aline Bonatto é mãe de dois estudantes da Caminho: Luca, da turma 43; e Caio, do Pré 2B. Para ela, as atividades domiciliares têm sido muito proveitosas. “Elas são bem importantes para a criança manter esse vínculo com a escola e para dar andamento à questão do aprendizado durante a quarentena, até para não acumular tudo mais pra frente. Também achei bem importante o encontro ao vivo com as turmas, para eles poderem se ver e conversar com colegas e professores. Deu um ânimo novo e eles já ficam esperando o dia do próximo encontro”, relatou Aline.

 

Por enquanto, as aulas presenciais na Rede Caminho do Saber seguem suspensas até o dia 30 de abril, de acordo com o decreto do governo estadual.

 


Confira as fotos

Deixe seu comentário