Notícia postada em: 02/06/2021
Rede Caminho do Saber sediou 2º Seminário de Iniciação Científica



No dia 15 de maio aconteceu de maneira online o 2º Seminário de Iniciação Científica que reuniu doutores e especialistas na área da pesquisa para workshops, painéis e palestra sobre o assunto. Participaram do evento online, mais de 400 pessoas entre acadêmicos e profissionais da educação de 13 estados brasileiros e 3 países, Brasil, Uruguai e Paraguai. 

 

A organizadora do seminário, Rede de Ensino Caminho do Saber, registrou em seu canal do YouTube aproximadamente 625 visualizações e contou com a presença de 300 expectadores em suas salas temáticas. Para quem não teve a disponibilidade em assistir o encontro científico3 horas de muito conteúdo e informação estão disponíveis na plataforma de vídeo pelo link: https://www.youtube.com/watch?v=e68XmOV4G98. 
 

Os inscritos que participaram receberão por e-mail um certificado de presença que também poderá ser validado como horas complementares nos cursos de educação. 

 

O ponto central do evento foi discutir a cultura da pesquisa como ferramenta pedagógica. Dando boas-vindas, o doutor em Ciências Antonio Carlos Pavão mostrou de que forma a iniciação científica pode ser um instrumento didático na Educação Básica. Logo após, um painel tratou a questão dos registros da realização e comprovação da pesquisa com o professor Fabiano Zuin Antonio. Além dele, como intermediador e organizador o professor José Breno da Cruz, que assessora a implementação do método científico e organização de Feiras de Ciências e Tecnologia por todo o país. 

 

Por fim, quatro grandes nomes da iniciação científica brasileira ministraram workshops por segmentos (Educação Infantil, Ensino Fundamental - Anos Iniciais, Ensino Fundamental - Anos Finais, e Ensino Médio). Foi explicado como é possível realizar pesquisas científicas em tempo de pandemia. "De fato, esse seminário veio para abordar questões muito atuais e importantes para o desenvolvimento dos professores de todo o Brasil. Aqui na Caminho a gente acredita muito no poder da pesquisa como ferramenta de conhecimento, inclusive, somos referência com nossa Feira Eco tecnológica", relata a diretora pedagógica Carina Scheneider. Esse projeto que a diretora cita, aliás, já está em sua 15ª edição, reunindo alunos da Educação Infantil ao Ensino Médio, com projetos de iniciação científica.  

 

 

Acreditando na pesquisa como ferramenta de informação e aprendizado, os alunos da escola também participaram com a apresentação de projetos premiados em feiras do Brasil, durante o intervalo interativa. 



Deixe seu comentário